Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘tendências.’ Category

Eu espero MUITO do Baile do Met. Espero glamour, esquisitices aceitáveis (moda é moda, sempre tem um ser humano exibido), todo mundo lindo… Ano passado tivemos um quê de horror, mas esse ano tava tudo muito morno, previsível para os padrões de um red carpet normal.

Muitos blogs de moda vão falar sobre quem tava linda, quem tava ridícula, mas acho que essas são questões muito particulares para focarmos por aqui. Decidi analisar o que não fazer para se obter um sucesso visual (ui, adorei isso!), e isso não quer dizer que os looks estivessem feios, mas são pequenos detalhes que se corrigidos, iam melhorar MUITO o desempenho fashion das bonitas abaixo.


Chloë Sevigny, Kristen Stewart e Jessica Biel

Pípou, nunca, mas jamais deixe sua lingerie aparente sob um decote. É feio, dá sensação de desleixo e acaba com a delicadeza de um pedaço de pele que teoricamente tinha que aparecer nu. Chloë deu uma de sem noção e cometeu essa gafe terrível…

Não vamos entrar no mérito do look vampire meets a prostitute de Kristen, mas o fato dela aparecer no post é por um detalhezinho besta que eu SEMPRE reparo que ela não usa e que faz uma falta imensa visualmente. BRINCOS!! Um pontinho de luz simples nas orelhas iluminam o rosto, deixa a expressão mais bonita (o que no caso dela é difícil, sempre tenho a impressão que ela tá odiando os lugares que vai). Quanto mais idade se tem, mais se precisa ter esses tais pontinhos de luz pra rejuvenescer.

Jessica Biel é aquela coisa morta de sempre, mas eu já a vi em looks mais arrumadinhos em ocasiões menos especiais como esta. Preste sempre atenção no naipe da festa que você vai pra adequar seu estilo ao tipo de evento, mas JAMAIS pareça que acabou de sair da cama ou que dormiu depois de chegar do cabeleireiro.

 


Sienna Miller, Taylor Swift e Rachel Bilson

Sienna é musa, eu amei o look e o acompanhante dela (aka Jude Law), o comprimento do vestido tá lindo mas as tiras grossas da sandália envolvendo o tornozelo detonam o comprimento das pernas da moça. Nem o poste mais alto do mundo (oi, Ana Hickmann!) ia escapar do encurtamento da silhueta.

Taylor Swift tá passando por um sério problema nos últimos red carpets. Ela achou uma zona de conforto e não sai mais! O negócio é que ela vai a muuuuitos eventos bafos e o legal seria variar. #Ficadica para nós, pobres mortais elegermos alguns poucos looks e variar diante daquilo, porque senão sua cara vai ser igual em todos os álbuns de casamento, formatura e batizado da família.

Rachel pecou também pelo corte nas pernocas mignon. Longuete, minhas amigas, JAMAIS favoreceu um corpo nesse universo! Piorou tudo com a tira da sandália PRETA no tornozelo. Se você precisa da tira lá pra te dar firmeza, opte por cores próximas ao tom da sua pele, como nude e dourado.

 

Captaram a mensagem?

Read Full Post »

… se reproduz até nas vitrines de NY!!!!!

Gossip Girl é tão febre, é tão tudo de bom que o vestido usado por Blair na última cena da temporada foi usado como inspiração pra vitrine da marca do tal vestido, a Matthew Williamson. Pensa numa jogada mais que perfeita pra todo mundo ficar com a pulga atrás da orelha!!!!!

Vitrinistas do meu Brasil, vamos aprender com os americanos!

Read Full Post »

Tava acompanhando o desfile da Cris Barros e vi que um monte de convidadas já colocou os dois pés numa tendência super fofa do inverno: plumas! Ok, ainda tá calor, mas detalhezinhos fazem a diferença e já nos remetem à próxima estação, como os ombros marcados com os pelinhos esvoaçantes.

O que eu mais gosto das plumas é o efeito bem drama que elas dão, aquela coisa chiquérrima vinda dos anos 30, 40… É um artifício que esquenta e não causa tanto alvoroço quanto peles, fakes or not.

Em tempos de valorização da parte de cima do corpo com volumes, vale investir em uma ombreira tipo broche (quem sabe não rola um diy por aqui?) pra acoplar em qualquer blusa ou casaco, um colar statement, colete, pelerine, uma casquete fofa pra colocar no cabelo (e no meu caso, prender a franja que eu resolvi cortar.). O único cuidado é tomar cuidado realmente com esse muitos volumes e não aumentar e dar destaque pro que possa vir a ser grande em você.

Read Full Post »

A gente vai ouvir falar muuuuito dessa peça: a jegging. De nome esquisito, nada mais é que uma legging feita com jeans, bem mais justa que a calça skinny ou slim. Se você se deparar com superskinny ou second skin, trata-se da mesma coisa, uma peça que vai ser tornar obcessão para as brasileiras.

Ai vocês me perguntam: “Virou Mãe Diná agora, Marina? Tá prevendo o futuro ou trabalhando no WGSN?”. Não, não tenho nenhum emprego bafo e se soubesse prever o futuro não tava na minha situação atual, mas eu bem sei que o derrière nacional a-do-ra uma legging, quanto mais jusssssta melhor! Foi assim há algumas temporadas (ainda tenho pesadelos com alguns wet leggings por aí) e não importa o tamanho das coxas das bunitas, o legging tá lá presente mesmo sem ir à academia. E é isso que me dá medo!

Adoro essa estética de pernas finas e volume em cima, mas convenhamos, qual é a parte do corpo brasileiro que se sobressai? Quadrilzão de Ramos, sempre evidenciado de forma errada! E lá vai um monte de gente usar a peça porque é versátil, porque é confortável, mas todo mundo se esquece de pensar se é bonito ou não ter a forma de uma coxinha! Até meninas com perna de garça ficam dançarinas de axé com tanta justeza assim, imagina então quem tem muito volume? Sim girls, eu tenho mil centímetros a mais de bunda que eu gostaria de ter e sim, eu uso leggings, mas cobrindo o volume extra!

Tirando a Ciara na foto acima, que fez o favor de usar uma jegging “estampada” com acid wash, as outras fofas mostram jeitos lindos e corretos de usar essa proporção mais que justa nas pernas: cobrindo-as ou colocando mais volume em cima. Até Honey Bee ficou com um look legal e olha que ela tem coxas de Tina Turner, tudo porque cobriu o maior volume das coxas com o final do blazer.

É simples, só não pode avacalhar!

Read Full Post »

É muleeeeeque…

Read Full Post »

Dando uma geral nas tendências pro próximo inverno, me deparei com uma cor que logo me remeteu a uma sensação de conforto, de coisa quentinha. Eram os tons de bronze rosados, meio pêssego. Na hora quis vestir uma mantinha de cashmere bem confortável que me lembrasse o colinho de mamãe. Saquei que essa era a pegada que eu queria pra um dia frio, essa sensação com warm colors.

Monocromático, vira uma versão do nude que passou um blush, mas lindo, glamuroso mesmo, é combinar com tons amarronzados, meio whiskey, ou com tons arroxeados, quase um degradé. Cara de grega ryca milionária tirando férias no outono em NY (sim, sou obcessiva com NY)! Aposto no tom pra fazer um look rocker fora do comum, repleto de tachas, e totalmente boudoir, saindo da mesmice preto+rosé.

O bronze, por incrível que pareça, fica lindo em 90% dos tipos de pele, olhos e cabelos. Fica incrível nas mais branquinhas, nas rosadinhas, com peles ultra morenas, de tons rosados e dourados. Não há motivos pra não apostar nesse tom, seja no inverno, nesse restinho de verão ou em qualquer outra estação.

Read Full Post »

Dia de chuva, de frio, de ficar debaixo das cobertas a tarde toda. Eu e Gossip Girl pela enésima vez.  Cena de… CHUVA. Blair procurando o gato num beco, durante o outono/inverno em NY, num dia de chuva. E ela vestia o quê? Um trench coat… Cabelo molhado, mas elegância 100%!

Parei pra pensar que brasileiro prefere molhar a roupa a ficar elegante e protegido sob a elegância de um trench coat ou de uma capa de chuva qualquer. Capa de chuva em terras tupiniquins são de “prástico por doi real”, só em jogo de futebol, show em estádio, carnaval… Como a gente é bobo! Abdicar de classe e finesse por algo que vai parar nas bocas de lobo mais perto de você!

Ao que me parece, trench coat no Brasil é mais um casaco quentinho pra virar maria-cebola no inverno, mas dependendo do tecido que é feito, dá pra enfrentar até um dia de calor mais ameno com pancadas de chuvas ao fim do dia. Capas não se acham por aqui, mas se depender das que vimos no SPFW, eu quero mais é viver chiquérrima envolta em uma delas.

Reinaldo fez capas maaaaaaravilhosas com toda elegância que vem dos anos 40, e trenchs retíssimos apegados no militarismo. Ellus teve a sacada das parkas de nylon, assim como a Redley e Glória deu leveza ao que sempre se mostra pesado. Maria Bonita Extra em casacos delícia como esse, de veludo… Ai, dá pra suspirar bastante e aumentar a wishlist de inverno com tantas opções!

Read Full Post »

Older Posts »